'-!2.png

Interrogações para duvidosos, conquistas para convictos!

 

24, Novembro 2020

 

E ae? 

Quem somos nesse momento? 

 

Existem momentos, lugares e situações, que nos levam a um desafio diário de quem realmente somos quando passamos por certas situações e o que praticamos nessa vida, se nas variações de pensamentos e sentimentos ou se somos firme. Isso é como uma roda gigante que nos leva ao ápice de convicções!

Normalmente, eu mesmo já usei e continuo usando a experiência de Pedro que iniciou a andar sobre as águas de maneira convicta, mas depois afundou por causa da dúvida. Dessa forma é a nossa realidade e é o que faz a diferença em tudo o que não iniciou por falta de convicção.

Gostaria de compartilhar nesse artigo, que os momentos que vivemos isso, muitas vezes olhamos sim muito mais para as situações do que para o que  já iniciamos  até  bem. Digo muitas vezes e repito “muitas vezes”, pois recebemos muitas informações, as quais nos levam a ter desafios em meio a caminhada e como resultado, enfraquecemos pela dúvida. 

 

O que acontece? 


Esse artigo não tem outra intenção do que a edificação, mesmo até que fosse uma exortação para esse tempo! 

O problema de Pedro não foi em si a falta de fé, ou apenas uma convicção inicial daquilo que queria, pois o que ele quis foi sim andar sobre as águas como Jesus andou! O problema dele foi o que aconteceu no meio do caminho! 

Nesses dias, eu estive pensando em como estariam os discípulos de Jesus em meio a essa pandemia Covid19, e o que eles estariam vivendo e pregando? Uauu! Ohhh! Não posso afirmar nada por eles e muito menos responder por eles, mas na formação que tiveram, eles ouviram Jesus ensinar e direcioná-los a ressuscitar os mortos! Uauu!

- "Vão e ressuscitem os mortos"! Sim! Foi o que Jesus disse para aquela geração! Veja! 

 

“E, à medida que seguirdes, pregai esta mensagem: O Reino dos Céus está a vosso alcance! Curai enfermos, purificai leprosos, ressuscitai mortos, expulsai demônios.” (Mateus 10:7,8)

 

OHH ... meus olhos se enchem de lágrimas! 

Eu me entreguei há alguns anos a Jesus, em 1985, e me pergunto o que o evangelho poderia ter feito em minha vida e o que vivo hoje? Quais foram as convicção que formaram o meu espírito? 

Hoje, existe uma infinidade de situações que “parece” que o preeminente é a dúvida e o questionamento de se viver o Cristo, o filho do Deus vivo, em tudo o que sustentamos nessa geração ... SIM! Quando eu me batizei, lembro-me que o pastor me perguntou se eu estaria morrendo para que Cristo fosse o meu tudo em TUDO o que eu viveria a partir daquele momento, e eu aceitei, disse SIM para que Ele fosse a “preeminência” sobre todas as coisas! O extraordinário de Deus em nossos dias, é o que vivemos a partir Dele em tudo, e nisso o que iremos então provar e nos manter ressuscitados em uma história onde Ele é o Senhor sobre tudo e todas as coisas, inclusive sobre essa pandemia que afeta a terra! Sabe como? Veja! 

 

“Eles perseveravam no ensino dos apóstolos, e na comunhão, no partir do pão, e nas orações.” (Atos 2:42)

 

Vamos ter atenção que na nossa vida e naquilo que queremos construir é real e necessário que dentro de uma estrutura sadia haja “perseverança” naquilo que vivemos, e posso dizer que isso deve ser em qualquer área, ou seja, em qualquer lugar que se queira  construir alguma coisa. 

A palavra “perseverança” foi a porta estrutural daquilo que foi construído pelos discípulos de Jesus, os quais viram sinais, prodígios e maravilhas, mas que necessitaram forjar o carácter, a vida, a estrutura de vida em serem espirituais sim, mas também estruturais, e foi isso que fez com que uma história fosse construída, não somente em como iniciaram, mas naquilo que foi perpetuado até hoje, e será eternamente! 

 

Vamos juntos! O tempo é de vencermos! Convictos! 

 

Amilcar Sampaio 

© 2020 Unindo Gerações,

todos os direitos reservados

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon