As 4 Estruturas de uma Igreja que Traz Impacto


Intro

As estruturas precisam sempre de serem ajustadas, os anos passam e necessitamos alinhar, acertar, assentar, para que as coias que necessitem estar firmes no seu devido lugar, possam manter-se, e assim aquilo que esta construido em cima mantem-se firme e sustentando nas bases para o qual foi formado. Dessa maneira é o propósito que nasceu em Deus, desde o Éden, que jamais foi esquecido, nem deixado de lado, mas restaurado em bases a prática. Tal projeto ao sair do papel, em nada pareceu com um vento impetuoso que bateu e destrui tudo,  mas sempre esteve no tempo certo de manifestar-se, em trazer de volta as coisas que através dos anos e dos ciclos foram perdidas e corrompidas devido ao homem. Praticar é um desafio para essa geração, e por isso quando olhamos para João 3:16, um texto tão conhecido, o que vemos é que em primeiro lugar alguém praticou algo olhando para o próximo e para uma situação. Viver de uma forma onde a prática não é  expressiva, nem padrão, é o mesmo que estruturar qualquer coisa que não cresce e que não tem vida, que cairá com o passar dos primeiros ventos forte. Vemos um brutal exemplo de uma estrutura restaurada e sólida, quando a Igreja de Jerusalém iniciou, pois ela tocou aquela geração, devido a homens que permitiram com que a verdadeira restauração de Deus transformasse suas vidas, e por conseguinte agiram de forma que o amor e o poder de Deus pudessem ser uma verdade! Eles entenderam que o propósito principiado no Éden estava sendo restaurado. Jesus estabeleceu discípulos na verdade e que após a Sua morte e ressurreição, e manifestação do Espírito Santo, foram levados a perseverarem em toda promessa, e tocaram o mundo pelo amor que foi liberado na Cruz do Calvário. Essas bases estavam de novo sólidas e os discípulos davam testemunho desses fundamentos, pontuando aqueles dias como referênciais de que pode sim haver mudanças, existe sim possibilidade de homens unirem-se em um mesmo propósito, e promoverem a existência viva do amor e do poder sobrenatural, algo real! Vemos que nessas estruturas existiam bases, e sobre esses fundamentos o Cristianismo foi estabelecido, e propagou princípios que a nossa geração deve atentar, voltar a reconhecer, pois sem isso seremos um éden, inexpressivo, sem identidade, longe de um verdadeiro propósito.    

FORÇA!

Melhor tempo já chegou!

1) PRIMEIRA ESTRUTURA

A Igreja perseverava no ENSINO - O ensino faz-nos estar respaldados e protegidos. Quando estamos debaixo de uma fiel direção, temos de fato um destino muito claro para as nossas vidas. A Igreja de Jerusalém, com os discípulos de Jesus a frente, estavam debaixo da própria Palavra de Jesus, o discipulador deles. Quantas Palavras Jesus deu para que eles estivessem em Jerusalém e recebessem a promessa! Veja João 14 por exemplo, e perceba que eles estavam vivendo o que Jesus disse!

"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós." (João 14:16,17)

2) SEGUNDA ESTRUTURA

Eles perseveravam na COMUNHÃO - A comunhão de Atos 2 fez com que ninguém estivesse só, tinha como fator base deixa-los protegidos e respaldados. Uma Igreja vencedora precisa estar unida em um mesmo propósito. O Salmo 133 é uma referência disso, ele é uma profecia para os nossos dias!! A união faz que o óleo da unção desça e toque todo o corpo. É a vontade de Deus que a unção, assim como nos dias dos apóstolos do Cordeiro, toque vidas, ministre milagres, prodígios e maravilhas. Veja que unanimidade é como um fator que é base para o avivamento!

"Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre." (Salmos 133:1-3)

3) TERCEIRA ESTRUTURA

Eles perseveravam no PARTIR DO PÃO - Jesus partiu pão com seus discípulos. É tempo de Deus erguer sobre a Sua Igreja uma geração que ama e que dá a vida pelos outros.Em 1 João 3:16 esta escrito que Jesus DEU Sua vida por nós e que NÓS também devemos dar a nossa vida pelos irmãos! Pão significa corpo, vida, e isso foi repartido por nós. Amor, comunhão, fidelidade, verdades, são princípios e fundamentos do Deus vivo, não estabelecidos em meio a especulação. A identidade de uma Igreja que está em Cristo não pode ter fundamentos de trocas, amizades com interesse, mas em sermos ligados somente e totalmente pelo amor.

"Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos." (1 João 3:16)

4) QUARTA ESTRUTURA

A Igreja ORAVA - Onde tem oração, tem adoração, e onde esses princípios são vividos, vemos o poder de Deus sendo manifesto. Atos 12 fala de uma Igreja que orava e cadeias foram quebradas. Atos 3 , fala que Pedro e João oravam e curavam enfermos. Enfim, orar era um estilo, um modelo. Creio que estamos sendo resgatados nisso nos 4 cantos do mundo!!

 "Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus." (Atos 12:5)

A intercessão como base, é o modelo real da restauração que Deus tem feito em estruturas que estão sendo bem firmadas, para gerarem aquilo que nesse tempo o Senhor quer fazer sobre as nações. O tabernáculo de Davi, uma estrutura que está sendo levantada nesses dias, é uma base, um lugar de uma verdadeira adoração, como nos dias de Atos dos apóstolos, de que viver em Deus é de fato exaltar o Senhor e levar vidas a salvação!

213 visualizações
adora-ball-fireBWHITE.png

MENU

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
© 2020 ADORA