Crises de Identidade


A identidade é algo que, desde o início já no primeiro homem chamado Adão e sua esposa Eva, foi colocado em tentação, justamente para que naquilo que foram formados houvesse mudança e corrupção, pois assim não viveriam mais da essência do que de fato eram, mas de características diferentes da criação original. Como isso foi nocivo para as gerações, e o quanto o inimigo continua investindo nisso ainda hoje, através dos sentidos, dos olhos, daquilo que ouvimos, para que sugestões tomem forma, e nessas coisas sejamos corrompidos quanto ao real sentido daquilo que fomos chamados.


Como?

Primeiro, necessitamos compreender que fomos criados a partir da nossa família, somos filhos, temos um endereço, e baseado nisso nascemos, crescemos e formamos nossa estrutura de vida pessoal. Quando essa formação não está firmada de forma adequada, onde princípios e valores não são vividos, recebemos diariamente, influências erradas, e dessa forma entramos em todo o processo de identidade imprópria, isto é, distante do original. Estou aqui falando das influências do mundo, regido pelo inimigo, que traz toda sorte de opressão e controle. Isso é o normal da vida, mas foi para isso que Jesus se manifestou e tornando-se homem, venceu todas as coisas, e por isso, todo aquele que aceita Jesus como Senhor e Salvador, inicia a viver com Ele uma restauração viva, capaz de trazer um novo tempo. 

E na Igreja? Como tem sido?

A verdade é que desde os dias de Jesus, quando Ele formou seus discípulos, os quais certamente tinham suas formações contidas em um identidade, estes foram ministrados, tocados e desafiados a viver em um novo tempo! Depois que a Igreja foi formada, os princípios e valores do reino de Deus começaram a ser ensinados para que todo homem (e mulher) tenha a possibilidade de viver algo novo, um tempo novo. Veja!

“E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.” Mateus 4:3

Olhando para esse texto da Palavra, fica claro que o inimigo quis sim mexer na identidade de Jesus, e assim trazer a corrupção, como fez com Adão. O inimigo sabia que se ele conseguisse mexer na formação de Jesus, conseguiria trazer opressão, confusão, desvios e como resultado mínimo, veria as coisas não caminharem da maneira projetada por Deus. Quero dizer, mediante essa Palavra, que somos chamados a nesse tempo, nos protegermos do inimigo com a Palavra, como fez o Senhor Jesus, e buscarmos toda a restauração que precisamos ter, pois essa é a vontade de Deus para nós. Deus te abençoe e te guarde, em todas as coisas! Amilcar Sampaio, Pr.

34 visualizações
adora-ball-fireBWHITE.png

MENU

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
© 2020 ADORA